Janaína Paschoal Defende o Armamento de Mulheres

288

A Doutora Janaína Paschoal publicou um twitter na manhã dessa terça-feira defendendo abertamente o armamento das mulheres, como forma de elas se defender e defender suas famílias. Ela foi atacada por alguns seguidores e também por algumas figuras públicas, como o professor Marco Antonio Villa, que a condenou em tom jocoso durante um comentário na Rádio Jovem Pan, comentário esse acompanhado pela informação dada pelo próprio professor de que ele nunca sequer pegou numa arma ao longo da vida. Obviamente que Marco Antonio Villa tem todo o direito de não manusear uma arma se não desejar, o que é bastante diferente de proibir as pessoas de bem de manusear e possuir uma arma, caso o queiram.

A doutora Janaína está correta, obviamente. Mas não se trata apenas de defender o armamento de mulheres, que são as principais vítimas de determinadas modalidades de crime, como o sequestro relâmpago, além do risco de crime de violência sexual. Trata-se de defender o direito de toda a população adulta, mulheres e homens, de ter o acesso legal a armas e munições, o que implica na necessidade de banir em definitivo o Estatuto do Desarmamento, criado para desarmar a população e deixá-la a mercê das criminalidade.

Mais do que a revogação desse estatuto, é necessário também acabar com o monopólio existente no setor de armamentos no país, por meio da eliminação das restrições e dos entraves existentes para a importação de armas e munições de uso civil, cabendo restrições unicamente a armamentos de uso exclusivamente militar.

O direito ao acesso legal e ao porte de armas de fogo por parte dos cidadãos e das cidadãs deve ser visto não como uma questão ideológica, ainda que a restrição ou mesmo a proibição ao acesso tenha motivações políticas e ideológicas óbvias. O acesso legal do cidadão comum a armas de fogo deve ser visto como item de uma real e efetiva política de segurança pública, uma vez que esta não pode ficar restrita unicamente ao estado e seus agentes. Uma política efetiva de segurança pública deve contemplar:

a) Proteção efetiva e controle rigoroso das fronteiras do país.

b) Uma legislação penal e criminal voltada para a punição de criminosos e não para a proteção dos mesmos, e isenta de cacoetes puramente ideológicos, como “recuperação e ressocialização” de condenados e outras platitudes.

c) Polícias militares e civis estaduais e municipais bem remuneradas e com condições plenas de trabalho e de investigação, estando sujeitas unicamente aos limites da lei e não às patrulhas ideológicas esquerdistas.

d) População civil armada.

Nesse sentido, foi muito oportuno que uma figura pública de expressão como a Doutora Janaína, em que pese divergências políticas de outra natureza que possamos ter com ela, tenha levantado esse tema. Pois é imprescindível que a discussão sobre segurança pública saia da camisa de força ideológica imposta pela esquerda, incluindo aí imprensa e meio acadêmico. É necessário que essa discussão se dê sob a perspectiva da defesa e da proteção da população de bem, e não sob a perspectiva da proteção e da defesa de criminosos sob pretexto de se resguardar direitos humanos, como a esquerda sempre fez.

#CriticaNacional #TrueNews


 

Anúncios

4 comentários sobre “Janaína Paschoal Defende o Armamento de Mulheres

  1. A sociedade percebe a cada dia que esse modelo do politicamente correto não funcionou. Vamos iniciar um novo ciclo. Parabéns Dra Janaína, por mais esta contribuição com a nação brasileira.

    Curtir

  2. Essa bichinha louca e traumatizada do professor Marco Antonio Villa, diz que nunca sequer pegou numa arma ao longo da vida? Está mentindo!

    Curtir

  3. Mais um advogado para o STF, para onde só deveriam serem nomeados juizes federais. Temer está continuando a obra do PT onde conseguiram colocar o Dias Toffoli que reprovou em dois concursos para juiz.
    Assim o STF torna-se uma chacota, uma brincadeira, pois nem devereia existir.

    Curtir

  4. Parabéns à iniciativa da Janaína. É isso mesmo!
    Já o Marco Antonio Villa vem descendo a ladeira e mostrando quem de verdade é.
    Uma decepção. É outro que risquei das minhas leituras.
    O momento vem separando paulatinamente o joio do trigo. E o joio tem resistido porque tem muitas cores.

    Curtir

Comentário ao artigo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s