Socialismo Venezuelano: A Miséria Estampada no Cartão de Racionamento de Alimentos

283


Os mais de dezessete anos de políticas socialistas do regime de ditadura bolivariana na Venezuela lançaram o país na mais completa miséria, fazendo com que o povo venezuelano experimente hoje uma das situações mais desesperadoras e humilhantes que se possa conceber. A política econômica da ditadura socialista resultou numa carência generalizada de alimentos, fazendo surgir uma situação de fome em larga escala que nunca havia ocorrido antes na história do país.

A carência generalizada de alimentos resultante da interferência direta do estado autoritário socialista na economia do país, levou o governo do ditador Nicolás Maduro a adotar há três anos o que vem sendo chamado eufemisticamente de cartão de fornecimento de alimentos. Na verdade, trata-se de um cartão de racionamento de alimentos, semelhante às cadernetas de racionamento que são usadas há décadas pela ditadura comunista cubana. A mesma ditadura castrista que na prática controla de facto o regime bolivariano de Caracas.

O cartão de racionamento da ditadura socialista venezuelana é distribuído nas comunidades mais pobres do país e dá ao usuário o “direito” ao equivalente a uma cesta básica de alimentos. O cartão retira das pessoas o direito de escolher o que comprar e em que quantidade comprar, transferindo essa decisão para o Estado que, por meio deste cartão, passa na prática a exercer um controle social sobre toda a população. A distribuição do cartão é feita mediante o fornecimento ao governo de todo tipo de informação a respeito da família beneficiária.

A fome e pobreza como instrumentos de controle social
O cartão na prática institucionalizou o racionamento de alimentos para uma imensa parcela da população, que desde então se encontra sob completo controle social por parte do estado que, desta forma, passa literalmente a gerenciar a vida das pessoas, decidindo o que e quanto de alimentos as pessoas podem consumir. E esse controle social e político é ainda mais explícito considerando-se que a o estado exige que cada beneficiário do cartão de racionamento seja filiado ao partido comunista que governa o país, o PSUV (Partido Socialista Unido de Venezuela).

Existem muitas semelhanças entre o cartão de racionamento de alimentos da ditadura venezuelana e a caderneta de racionamento da ditadura cubana, uma vez que ambos têm o mesmo objetivo: ocultar a realidade da escassez de alimentos, da fome e da pobreza comuns a todo regime socialista, além de estabelecer um mecanismo de controle social efetivo do estado autoritário sobre toda a população.

A diferença entre ambos reside apenas no uso da linguagem: o cartão de racionamento venezuelano é chamado de cartão de fornecimento e é apresentado à população mais pobre como um cartão de débito ou crédito.  Já no caso cubano, como o regime de ditadura comunista já consolidado há décadas, não existe essa necessidade de maquiagem, e o mecanismo de controle é chamado simplesmente de caderneta de racionamento.

Com a informações fornecidas por Emma Sarpentier, ativista e correspondente do Crítica Nacional em Caracas, Venezuela.

#CriticaNacional #TrueNews


 

Anúncios

4 comentários sobre “Socialismo Venezuelano: A Miséria Estampada no Cartão de Racionamento de Alimentos

  1. A pergunta é , como é mesmo que o governo Venezuelano vai pagar pelo metrô construído com dinheiro do povo brasileiro saqueado do BNDES por este desgoverno atual , digo atual , pois continua a mesma quadrilha criminosa estelionatária lesa pátria

    ________________________________

    Curtir

  2. Para se chegar ao ponto em que se encontra a situação social caótica na Venezuela foi necessário que se desse o primeiro passo, há décadas. A situação política, no Brasil, se hoje não se compara com a da Venezuela, está em vias de chegar a se comparar à dela. Política, posso perguntar, como a do Bom Prato, do governo do estado de São Paulo, não é um passo dado na direção de uma situação equivalente à da que hoje se vê na Venezuela? Encarece-se os alimentos com a elevada carga tributária; depois, criadas as dificuldades, oferece-se ao povo refeições a preço módico subsidiados com dinheiro público. Não foi mais ou menos essa a história do início do governo socialismo na Venezuela, política que culminou na situação em que a Venezuela se encontra?

    Curtir

  3. Sobre essa EMPULHAÇÂO desavergonhada que se usa para seduzir ignorantes e debilóides:

    Primeiramente a igualdade material é uma IMPOSSIBILIDADE e não é dificial perceber isso.
    Para não entrar em searas mais complexas e ficar pelo mínimo, não é possível a todos morarem no melhor ponto da praia na melhor praia.

    Ou seja, é uma questão de mérito e de gosto.

    Segundo o que a esquerda agora propõe é já a igualdade de renda ou redução das desigualdades.

    Se formos a Marx se pode descobrir que o profeta moderno, mesmo sendo um debilóide, jamais propôs igualdade material ou de renda. Sua proposta de “comunismo” NUNCA ESCLARECIDA, como o fez seu inspirador Thomas More que assim mostrou-se um lunático idiota, era uma promessa para DEPOIS da DITADIRA do PROLETARIADO.

    Essa tal ditadura dos auto intitulados “REPRESENTANTES do proletariado (que democrata! …hehehe!) transformaria a sociedade ao CRIAR um “NOVO HOMEM” sem ambições pessoais e voltado exclusivamente para a coletividade. Uma criação com base no modelo católico ou São Francisco.

    Assim, naturalmente se chegaria ao tal Comunismo, mas SOMENTE após haver a ABUNDÂNCIA ABSOLUTA. Onde nada mais seria vendido ou comprado, mas disponibilizado a todos e por tal o Comunismo.

    Nota-se ser uma FANTASIA para IDIOTAS.

    Ocorre que não é possivel que todos tivessem geladeiras ao mesmo tempo, carros ao mesmo tempo, carroças ou cavalos.

    Há que se raciocinar que uma industria, de onde surgem os operários, precisa de investimentos (CAPITAL) iniciais e vai se ampliando sua produção com aumento de investimentos e assim atendendo paulatinamente cada vez mais indivíduos.
    Atender todos ao mesmo tempo seria uma idiotice, se possível, pois incorreria em investimento logo em seguida OCIOSO (desperdicio de cpáital).

    Enfim, inexistem 2 terrenos absolutamente iguais e ter dinheiro na conta ou nas mãos não necessáriamente implica em poder adquirir o que tal dinheiro TEORICAMENTE POSSIBILITA. Vide plano Cruzado de Sarney.

    Então essa igualdade de renda que ordinários politiqueiros advogam seria apenas uma IGUALDADE MONETÁRIA, mas os bens disponíveis para aquisição estariam aquém das quantidades de dinheiro. Colocando da gforma mais fácil para o entendimento.

    Curtido por 1 pessoa

  4. O católico Thomas More escreveu seu livro Utopia que, sendo muito elogiado, parece que poucos leram e por tal os eleogios ao seu “comunismo”.

    A coisa mais louvável em Thomas More é que sendo um lunático ele acreditava realmente em seu embuste. Claro que assim justificava as atrocidades que preconiozava em seu livro muito elogiado e pouco lido.

    More propunha mesmo um RODIZIO de terras, pois era honesto e reconheceu uma estupidez em sua pretensao.

    Enfim, muito se fala sobre muitas coisas e sobretudo deve ser confortante o ato apavonamento ao tratar assuntos pelas beiradas sem JAMAIS ESCLARECER as ideias completamente.

    More, honesto e lunático descreveu a sua Utopia. Já Marx, mais esperto e FALSO, não ousou descrever como funcionaria o seu Comunismo e tão pouco como a ele seria possível chegar através do seu Socialismo “científio”, ou Ditadura dos REPRESENTANTES do Proletariado. Sim, porque o tal “do proletariado” se concretizaria através de auto intitulados representantes.

    O que falta é se esclarecer toadas as “belas idéias” que nunca são aprofundadas, ficando-se apenas a incensa-las com pretensos conceito e adjetivos enobrecedores.

    PQP!

    Pára o mundo que eu quero descer!!!

    Curtido por 1 pessoa

Comentário ao artigo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s