O Conselho de Theresa May e a Mediocridade da Imprensa Brasileira

grande-imprensa


O blog O Antagonista traz agora à tarde uma nota informando que a primeira ministra britânica Theresa May deu um “conselho” às lideranças republicanas dos Estados Unidos, sugerindo que tenham prudência na relação com o líder russo Vladimir Putin. Em seguida, o blog arremata a nota com a seguinte pérola:

É espantoso que Theresa May tenha de dar esse conselho a americanos republicanos.

O que é espantoso é que o referido blog tenha levado a sério essa platitude da premier britânica e ainda tenha acreditado que os republicanos fizeram o mesmo. O que o blog deveria ter informado a seus leitores é que Theresa May obviamente não tem nada a aconselhar aos republicanos norte-americanos, tendo em vista que ela foi uma das principais artífices da adesão do Partido Conservador Britânico à agenda islâmico-globalista na Europa. 

O blog poderia ter informado também que Theresa May, quando era membro do governo britânico em 2013, tomou a decisão de proibir a entrada de Robert Spencer e de Pamela Geller no Reino Unido, conforme se pode ver nesse artigo aqui e também nesse outro, proibição essa motivada por suposta “islamofobia”.  Robert Spencer é editor do portal Jihad Watch e um dos maiores especialistas ocidentais sobre o islamismo. Pamela Geller, por usa vez, é uma das principais ativistas conservadoras norte-americanas, cuja atividade é voltada para a denúncia dos crimes de antissemitismo praticados por muçulmanos nos Estados Unidos e que se tornaram quase rotineiros durante os oito anos do mandado de Barack Obama.

Seria também conveniente informar que o recuo momentâneo das posições historicamente pró-globalistas e pró-islâmicas de Theresa May após ela ter sido alçada ao cargo de premier britânica representa apenas uma adequação circunstancial ao novo ambiente político criado no país após a aprovação do Brexit. Um recuo que, entretanto, não tem impedido a premier globalista britânica de tentar todas as manobras possíveis para impedir que a decisão soberana tomada pelo povo britânico de sair da União Europeia venha a ser de fato implementada.

Obviamente os republicanos devem ter rido nos bastidores ao ouvir a platitude de Theresa May, a liderança globalista dissimulada que se considera na posição de dar conselhos aos republicanos na Era Trump. Mas a grande imprensa brasileira, da qual O Antagonista faz parte se distinguindo apenas pelo seu antipetismo, fez questão de levar a piada a sério e contribuir para a desinformação de seu público leitor.


278

Theresa May em visita à mesquita de Al Medina no leste de Londres.


 

Anúncios

3 comentários sobre “O Conselho de Theresa May e a Mediocridade da Imprensa Brasileira

  1. No blog escroto Antagonista, já não entro mais desde a vitoria de Trump, nem que a vaca tussa. Nunca mais. Fiquei farto de total e tanta desonestidade intelectual.
    Depois. quem é essa tal Theresa May? Se não fosse comuna, não estaria ocupando o cargo que ocupa. Logo, suas opiniões estão ao nível da sargeta. E Trump sabe muito bem disso. Mas convem-lhe passar a mão pelo lombo, pois na Europa já só tem essa “pollítica” a sua lado.

    Curtir

  2. Diogo Mainard é socialista fabiano. As informações que ele tem a divulgar sobre a lava jato, vêm através de Cláudio Dantas.

    Curtir

Comentário ao artigo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s