Tragédia: Muçulmano Estupra e Mata Filha de Dirigente da União Europeia

O caso de estupro seguido de morte por afogamento de Maria Ladenburger, uma estudante de medicina de dezenove anos ocorrido na cidade Freiburg, Alemanha, em outubro desse ano, teve um desdobramento surpreendente: a polícia descobriu que o estuprador e assassino da jovem é um muçulmano de origem afegã que havia ingressado no país como refugiado há pouco mais de um ano.

A surpresa obviamente não reside no fato de o criminoso ser um muçulmano, uma vez que estuprar e matar uma mulher ocidental faz parte dos ensinamentos do islã. A surpresa reside no fato de o pai da vítima ser um alto funcionário da Comissão Europeia (órgão executivo formado por burocratas não eleitos e que exerce o poder de facto na União Europeia) e ser também um ardoroso defensor das políticas imigratórias pró-islâmicas que são impostas quase à força por essa mesma Comissão Europeia a todos os países do bloco continental.

Após uma investigação intensa que envolveu dezenas de detetives e mais de mil audiências com testemunhas, a polícia concluiu no sábado passado que o estuprador e assassino de Maria Ladenburger é um muçulmano de origem afegã que afirma ter dezessete anos de idade, que já tinha passagens pela polícia e que vivia abrigado na casa de uma família alemã que o acolheu. A vítima, por sua vez, além de estudar medicina, trabalhava como voluntária em um centro de supostos refugiados na cidade. O criminoso muçulmano foi preso pela polícia, mas sua identidade não foi revelada. A polícia suspeita que o criminoso pode ter conhecido a vítima no próprio centro de refugiados.

A persistência em negar a realidade
Seguindo o mesmo padrão que vem sendo adotado há anos pela elite política globalista socialista e pró-muçulmana que domina quase todo o continente europeu, o prefeito de Freiburg, Dieter Salomon, do Partido Verde,  se apressou em sair em defesa dos invasores muçulmanos que seu partido ajuda a trazer para o solo europeu. Uma defesa que consiste basicamente na negação da realidade surgida em decorrência das políticas imigratórias que estão solapando e destruindo por dentro a civilização europeia.

Tão logo tomou conhecimento de mais um crime praticado por um seguidor do islã contra uma mulher europeia, Dieter Salomon deu uma declaração  conclamando a população a não associar o crime às políticas imigratórias suicidas adotadas pela elite política globalista alemã. O prefeito declarou que “(…) as pessoas não deveriam levar em conta a origem do criminoso para fazer generalizações a respeito dos imigrantes.” 

O cinismo típico de um esquerdista  está presente em cada palavra da declaração do prefeito. Em primeiro lugar por confundir a imigração como processo natural que sempre ocorreu nas interações entre distintos povos e culturas ao longo da história, com uma política de estado deliberada e ancorada em um projeto de engenharia social que se traduz no estímulo à entrada em massa de muçulmanos no continente com o propósito explícito de colocar em cheque a civilização ocidental.

O cinismo também está presente no pedido para que as população não faça supostas generalizações, o que nessas circunstâncias equivale a pedir à vítima de um assalto que não use de sua experiência de ter sido assaltada para fazer generalizações a respeito da índole de todos os ladrões. A negação sistemática da realidade por parte de sua elite política globalista é um dos itens do roteiro da marcha em direção ao suicídio civilizacional induzido a que a esquerda está levando o continente europeu nas últimas décadas.

Com informações de Breitbart.


 

235

Maria Ladenburger: alemã estuprada e morta por afogamento por um muçulmano.


 

Anúncios

54 comentários sobre “Tragédia: Muçulmano Estupra e Mata Filha de Dirigente da União Europeia

  1. Achei o artigo completamente tendencioso, mal escrito e ainda preconceituoso. Saibam ser jornalistas de verdade e passar a noticia sem enviesar o fato. Alias, estudem e se informem melhor sobre os ensinamentos do islã. E também, por gentileza, não generalizem. Use da tecnologia e da informação como fontes para união e não desagregação.

    Curtir

    • Concordo com o Rafael, vai para um país muçulmano então sua defensora de estupradores e de Maomé comedor de criancinhas. Islã é uma praga, e por culpa de esquerdistas tontos como você que esta praga está se espalhando no mundo ocidental. Gente frouxa igual vocês serão as primeiras vítimas quando o islã se tornar maioria no mundo. Tá até parecendo mulher de malandro, fica defendendo essa seita do islã mas nem sabe como é o tratamento deles com as mulheres. É cada uma viu…

      Curtido por 1 pessoa

    • Mulher defendendo muçulmanos é o fim da picada! Vai estudar mocinha, o Islã é a pior coisa do mundo, é o MAIOR PROBLEMA do mundo sua TROUXA!!!

      Curtido por 2 pessoas

    • Rafaela, cinquenta países não respondem um questionário anual da ONU sobre escravidão, adivinha qual é a religião oficial desses países? Se não mudar de opinião, não vá a esses países mesmo assim, a não ser que você seja um bagulho : o maior objetivo da escravidão lá é de exploração sexual. Até como escravagistas, nós, ocidentais, éramos melhores… escravizar para por para trabalhar não é tão depravado como escravizar para por no rabo.

      Curtido por 1 pessoa

    • Concordo com você, Rafaela, e parabéns pelo seu comentário corajoso e direto. O artigo é mal escrito e tendencioso, pois o crime poderia ter sido cometido por qualquer um dos diversos homicidas, estupradores e misóginos afins que também são cidadãos europeus, não convertidos ao Islamismo. E afirmando isso, não estamos defendendo a atitude de todos os que dizem seguir os ensinamentos do Corão, assim como há católicos que não concordam com as atitudes dos radicais católicos ou dos que distorcem os ensinamentos da religião Católica, por exemplo. O autor do artigo poderia, isto sim, ter fornecido dados concretos, estatísticos, sobre o número de crimes cometidos em diversas circunstâncias, desse modo, ninguém ficaria com a impressão equivocada sobre este tipo de crime e sobre os imigrantes em geral. Além disso, a agressão verbal (“cretina”, “defensora de estupradores”, “trouxa”, ou até mesmo “mocinha”, que parece ser bom, mas neste contexto é profundamente ofensivo, ainda que você seja realmente uma jovem, e por aí vai) das respostas ao seu comentário são mostra viva de que a violência está em toda parte, caso você decida expressar opinião contrária à desses comentadores. Apenas uma generalização seria possível aqui: vem da mesma raiz as respostas raivosas e a extrema violência do estuprador. Ambas dizem o mesmo: “você não pode existir de outra maneira que não seja como nós queremos”. Gostaria realmente de saber qual o tipo de experiência que estes senhores que responderam ao seu comentário têm ou tiveram com a religião muçulmana, ou com ideias e ensinamentos do Corão. Porque não contam o que sabem sobre o assunto em vez de detratar nossa colega?

      Curtir

    • Infelizmente Rafaela é tendencioso sim, mas literalmente veridico. Os ensinos do islã pregam entre outras coisas a morte de infiéis, mentir em prol do islã, islamização forçada de crianças e várias outras coisas que conflitam diretamente com tudo que consideramos direitos humanos. Gostaria de saber qual seria sua opinião se isso tivesse ocorrido com uma filha sua. Pense bem antes de agasalhar contas no peito.

      Curtir

    • Concordo com você Rafaela, o islã ensina que o homem pode corrigir a mulher com um tapa sem deixar marca, e também não pode ser na frente de outras pessoas. Aqueles casos de mulçumanos que agridem a mulher é o mesmo caso que vemos todos os dias aqui no Brasil, não é a religião que ensina isso, isso é o caráter da pessoa.

      Curtir

    • Você só pode ser uma doente mental , o próprio alcorão manda matar e decapitar aqueles que não se converterem , manda também capturar e transformar em escravas sexuais as mulheres não muçulmanas e por mulheres igual a vc que Europa está dendo destruída , vai ler as notícias da Alemanha desde que esse lixos que se dizem refugiados entraram lá. Estupros todos os dias deixe de ser mais uma idiota útil como essa que está no caixão agora

      Curtir

    • Que tal você ser estuprada variadas vezes por criminosos muçulmanos pois faz parte dos ensinamentos do islã? Eu gostaria de asssistir ao seu sofrimento.
      Podia se juntar ao papai da jovem assassinada, assim ficavam os dois satisfeitos!

      Curtir

    • Queria ver se fosse você, Rafaela, sendo a vítima no lugar dessa jovem – Maria Ladenburger -, sendo estuprada e assassinada como ela foi. Talvez seus pais ficassem felizes também!

      Curtir

    • INACREDITÁVEL VER MULHERES DEFENDEREM ESTUPRADORES, ASSASSINOS EM NOME DE UMA RELIGIÃO. SE GOSTA TANTO ASSIM DESSES VAGABUNDOS ASSASSINOS, PORQUE NÃO VAI MORAR LÁ NA SÍRIA…

      Curtir

    • Se vc apóia a cultura do Islã, vc deve urgente se mudar para um pais que acha normal e aplaude esse tipo de atitude.

      Curtir

    • Se depreende, pelo seu comentário Rafaela, que Maria mereceu a agressão. e a Vítima é o estuprador. Lamentável sua posição.

      Curtir

    • Um dia, vai ser vc ou alguém de sua família, se que você não e filha de chocadeira, seu monstro. Aí quero ver esse ímpeto psicopata de defender bandidos.

      Curtir

    • Generalizar ? Vc viu o que está acontecendo na Suécia ? Viu que o bairro muçulmano é o mais violento em termos de estupro de toda Europa ?
      Não lembra do que aconteceu em colônia na virada do ano ? O que aconteceu no Egito na primavera Árabe ? Da lei da Sharia e tribunais de excessão em Londres ?
      Da italiana que foi vestida de noiva pegando carona em países árabes para militar pelo respeito do Islã e foi morta por muçulmanos na Turquia?
      O que mais vc precisa ? O que é generalização para vc ?
      O Islã não respeita as mulheres , elas usam burca por obrigaçao masculina. Digite mulheres Irã década de 60 , antes dos alatoiá assumirem aquela merda.
      Viu , vai estudar de verdade , ao invés de ficar dando trela para o professor maconheiro que vc paga pau.
      Trouxa.

      Curtir

    • A solução não ê conhecer o islã, o problema são esses loucos maníacos que trazem desordem e insegurança . Os radicais estão usando essa estrategia para expandir o islã.

      Curtir

    • Eu já disse que são as mulheres mesmo que defende o islã, as mesmas mulheres ocidentais defende a cultura islâmica dizendo que é preconceito e todo aquele papo furado, por mim deixo elas serem estupradas é o que elas querem, essas mulheres são safadas, as mesmas que dizem defender a mulher não se compadece do sofrimento da mulher nesses malditos países islâmicos…

      Curtir

    • Rafaela: estás doidinha para seres estuprada não?…não consegues sexo de outro jeito?…devias ser presa juntamente com ele …nao tens moral, nao tens principios, nao tens valores…tens demagogia e falácia.

      Curtir

  2. Realmente concordo, vá para lá e viva com eles essa sua utopia de islã bonzinho. Ah! já ia me esquecendo, leva uma coleção de burcas na sua bagagem, você vai precisar o tola.

    Curtir

  3. Senhor Paulo Eneas, parabéns pelo texto! Tenho me tornado mais consciente do que é a “elite política globalista socialista” graças às suas publicações. Muito obrigado!

    Sugestão para correção: no 7º parágrafo está escrito “aS população”.

    Curtir

  4. Ótimo texto. Mas cuidado para não generalizar a religião muçulmana nem seus seguidores, vez que em momento algum ela te “ensina” a estuprar e matar mulheres ocidentais.

    Curtir

    • Nicholas: A sharia que para o Islã é a Lei, diz que todo Infiel ( ou seja, não muçulmano ) é halal, ou seja permitido. Permitido significa que voce, que é fiel de Alá, pode fazer com ele , o que bem entender. Haja vista o que foi feito com a jovem. ENTENDEU?

      Curtir

    • Creio que esta separação sugerida Sr. Nicholas, é uma obrigação entre os “MUÇULMANOS DO BEM”, que por enquanto, estão lavando as mãos…

      Curtir

  5. E vocês homens que comentaram, o que difere vocês (que me xingaram de cretina ou até disseram que preciso estudar) desses muçulmanos? Agressão verbal também é agressão. Como vivemos em uma sociedade livre de expressão, eu expressei a minha opinião. Não sou defensora do islã e não vivo em um mundo utópico. Apenas achei o artigo muito tendencioso. E aqui aponto os fatos do porque da minha opinião:

    1) O Islã não ensina a matar mulheres ocidentais. Eu gostaria que o jornalista que escreveu esse artigo apresentasse onde no corão está escrito isso, se é que ele sabe de fato o que está escrito no corão. Portanto, colocar “achismo” ou “opinião própria” como verdades concretas faz sim com que o texto seja tendencioso.

    2) A expressão “supostos refugiados” não deveria ser usada A MENOS que, de fato, existam FATOS CONCRETOS que apresentem dúvidas sobre o status de refugiado sobre essas pessoas.

    3) Vamos lá: nem todo muçulmano é árabe, nem todo árabe é muçulmano e nem todo refugiado é terrorista ou segue o islã. Generalizar nos impede de ver os fatos com clareza. Cuidado. Tenho amigos muçulmanos que relatam diariamente o preconceito que vivem porque pessoas, como o autor do artigo e vocês que comentaram, fundam esse preconceito ao partir do momento em que generalizam. Caso, ao invés de me xingar, queiram saber mais sobre a situação de muçulmanos vivendo na Alemanha com status de refugiado, me digam. Terei o maior prazer em usar a tecnologia a favor do união e não da desagregação.

    4) Por ultimo, para deixar claro: não defendo estupradores. Defendo PESSOAS que, assim como a classe de baixa renda, tem minoria de voz ativa e direitos em uma sociedade egocêntrica e egoísta. E esse comentário de vocês… só mostra o desrespeito com o ser humano. Eu não tenho religião e muito menos um lado político. Não sou cristã, não sou de esquerda. Sou humana, do sexo feminino e assim como vocês também muito triste e chocada com a noticia. Porém, aprendam a respeitar a opinião dos outros, sem xingar, e depois digam sobre islã, escravidão. Talvez o maior problema do mundo seja o desrespeito ao próximo e não o islã, como alguns disseram.

    Um abraço a todos.

    Curtir

    • “Por ultimo, para deixar claro: não defendo estupradores. Defendo PESSOAS “.
      Maria Ladenburger não era “pessoa”?

      Curtir

    • Imagino que no seu entender, Rafaela, são estes jornalistas que estão a invadir igrejas cristãs e praticam atos de vandalismo contra obras Sacras, são estes jornalistas que estão neste momento na Inglaterra a proibir que cidadãos Britânicos, que pagam régiamente seus impostos, estejam probidos de circular em determinados bairros em Londres, são estes Jornalistas que estão assaltando mulheres na Itália, Alemanhã, Reino Unido, sem que nada lhes aconteça em punição. Realmente, estes jornalistas são terríveis. (lamentável sua obtusa visão).

      Curtido por 1 pessoa

    • Rafaela, fazendo uma analogia, existem cobras que não picam. Mas todas cobras são evitadas por pessoas precavidas. Ninguém é obrigado a estudar uma população para discutir a sua cultura. Não acho que os comentários aqui feitos por mulheres são reais. Acho que os COMUNISTAS estão usando nomes falsos para disseminar seus ideais usando da sua natural hipocrisia

      Curtir

    • Rafaela,
      Releia seu 1o. texto.
      Voce agride o texto do autor e chama-o de mentiroso e preconceituoso.
      Depois reclama dos apupos que recebeu?!
      Seja mais educada nos pp comentários.
      Como sugestão, inicie verificando se está com antolhos … retire-os e, civilizadamente teça suas ponderações. A verdade não está nos outros nem em voce necessariamente . Provavelmente diluida um pouco em cada um.
      Seja feliz.

      Curtir

  6. Se mulheres como Maria Ladenburger dependerem da sua defesa, elas continuarão a serem estupradas e mortas. Os humanos muçulmanos que voce defende continuarão sua invasão e idiotas uteis continuarão a negar a realidade, mesmo quando sua própria filha é morta. Faça a contagem dos cadáveres se quer a evidencia.
    Que tipo de reação voce espera dos leitores, quando demonstra que esta sendo manipulada e defendendo o verdadeiro agressor?
    Ouvir “imagine”

    Curtido por 1 pessoa

  7. Bater boca com estas gerações doutrinadas não dá em nada. Basta sugerir uma leitura sobre a vida das mulheres sob o Islã.

    Curtir

  8. Pingback: lde-20161207 | News Archive

  9. Pingback: lde-20161207-all | News Archive

  10. É através de textos como este, com termos bem elaborados e um discurso bem eloquente é que devemos nos cuidar. Pois o “nacionalismo exagerado” está muito próximo do fascismo. afirmar que a atitude de psicopata, representa os ideais islâmico. senão é , está muito próximo anti-semitismo

    Curtir

  11. ACREDITO QUE MULHERES QUE DEFENDEM ESSES VAGABUNDOS, SÓ PODEM SEREM LOUCAS OU MASOQUISTAS. CASAM SE COM CRIANÇAS, ESTUPRAM, ESPANCAM, DEGOLAM, LEILOAM AS MULHERES, ASSASSINAM CRISTÃOS, JOGAM GAYS DE PRÉDIOS, QUEIMAM, AFOGAM, TORTURAM, DESTROEM, EXPLODEM…ENFIM, OS SERES HUMANOS PARA ESSES CRÁPULAS, NÃO TEM NENHUM VALOR, PRINCIPALMENTE SE ESSE SER HUMANO FOR MULHER….E TEM IDIOTAS QUE DEFENDEM ESSES LIXOS.

    Curtido por 1 pessoa

  12. Quando o mundo estiver dominada pelas leis Islâmicas, saberemos de fato o que os muçulmanos radicais fazem com os infiéis ao Islão. Não concordo com a lei da imigração. .Tenho medo do futuro do nosso país. .

    Curtido por 1 pessoa

    • O brasileiro é raçudo..vamos lutar simmm…Cada região desse país precisa se unir e defender a pátria. Morrer na mão de um radical feito um bicho é que não da…Mas antes precisamos resolver o pro dessa bandidagem que assola o Brasil…O Exército precisa ser destravado…precisa trabalhar e colocar ordem nessa bagunça…Já temos terroristas demais disparando .50 em tudo que cidade atrás de dinheiro…Rodovias fechada e etc…Tá um cabaré esse nosso sistema atual.

      Curtir

  13. A intenção dos comunistas é tumultuar e causar desentendimentos na sociêdade.
    No futuro quando o poder estiver nas mãos deles na europa,quem vcs acham q vão perseguir?
    Os Judeus,árabes,gays ,e estrangeiros.
    O tempo dirá se tenho razão !
    No momento os islaos são os idiotas úteis q estão se esparramando pelo mundo pelo fato de n respeitarem nem a própria terra q nasceram e a destruírem por briguinhas por nada !
    Os comunas agradecem!

    Curtir

  14. psiu ei você mulher que defende o islã, por que você não vai morar nos países islâmicos???Você mulher que diz defender a mulher mas não se compadece das mulheres islâmicas que sofre o diabo nesses países???

    Curtir

  15. O comentário é tendencioso sim e o seu autor e os seus defensores nunca leram nada sobre o Islã. Generalizam uma religião a partir de um episódio. Lá fora também generalizam que brasileiro é ladrão , assassino e estuprador. E como sabemos que somos um povo que não lê está explicado a posição de alguns aqui

    Curtir

Comentário ao artigo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s