A Desumanidade de Abortistas da França Contra Portadores de Síndrome de Down

Um tribunal de justiça da França decidiu considerar inapropriada a veiculação na televisão francesa de um vídeo no qual aparecem crianças portadoras de Síndrome de Down. No vídeo, que pode ser visto abaixo em versão legendada, aparecem crianças portadoras da síndrome dizendo que elas podem ter uma vida normal e feliz. A peça foi produzida por um grupo pró-vida e é destinada principalmente às mulheres grávidas que, ao saberem que darão à luz uma criança portadora da Síndrome de Down, acabam decidindo por assassinar o próprio filho ou a própria filha por meio do aborto.

Em 10 de novembro desse ano o Conselho de Estado Francês decidiu que o vídeo era inapropriado para exibição como comercial na televisão francesa. O argumento da decisão do Conselho, que referendou decisão análoga tomada anteriormente pelo Conselho de Radiodifusão Francesa, foi o de que o aspecto feliz das crianças exibidas no vídeo poderia “causar danos de consciência às mulheres que, em conformidade com a lei,  fizeram diferentes escolhas pessoais de vida“.

O fraseado cínico e oblíquo da decisão formal do Conselho de Estado Francês revela que órgão decidiu proibir a veiculação do vídeo não para evitar mas para proteger e ocultar o drama real de consciência das mulheres que decidiram assassinar seus filhos ainda no útero devido ao diagnóstico de Down. Segundo Jean-Marie Le Mene, presidente da Fundação Jerome Lejeune, uma das entidades pró-vida que produziram o vídeo, a decisão do Conselho equivale a banir a liberdade de expressão da pessoas portadoras de Síndrome de Down em nome do suposto direito de praticar aborto. A entidade estima que cerca de noventa por cento das crianças diagnosticadas com Síndrome de Down são abortadas na França.

A decisão do órgão de justiça do estado francês está em linha com outras decisões que estão em plena conformidade com agenda ideológica de esquerda em nível global. Decisões semelhantes da justiça francesa, como a proteção recorrente a invasores muçulmanos e a condenação ou criminalização de ações e iniciativas baseadas na reafirmação dos valores civilizacionais ancorados na tradição judaico-cristã, já fazem parte há anos da rotina da sociedade francesa. Essa última decisão se constitui apenas em mais um capítulo do percurso em direção ao suicídio civilizacional induzido a que a esquerda marxista está conduzindo aquilo que ainda resta da civilização ocidental no velho continente.

Com informações de Catholic News Agency  e The Blaze.   


 

2 comentários sobre “A Desumanidade de Abortistas da França Contra Portadores de Síndrome de Down

  1. Pingback: O cinismo francês | 13maio1917

  2. Meu Deus! E onde está a democracia numa decisão como esta da França? Isso é cercear o direito dos portadores de SD de se manifestarem a favor do semelhante?!?

    Curtir

Comentário ao artigo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s