França: Muçulmano Esfaqueia Mulher e Três Filhas Devido às Roupas que Usavam

Uma mulher francesa e suas três filhas foram esfaqueadas e ficaram gravemente feridas nesta terça-feira quando foram atacadas por um muçulmano de origem marroquina em um resort na região de Laragne, no sul da França. Testemunhas afirmaram que o criminoso muçulmano as atacou esbravejando contra os trajes sumários de verão que as vítimas estavam usando, trajes esses que seguramente não correspondem ao que determina a sharia, ou a lei islâmica. A mulher agredida, de 46 anos, teve ferimentos de nível médio, assim como duas de suas filhas de 12 e 14 anos. A quarta vítima do esfaqueamento do criminoso muçulmano, que foi detido logo após cometer o crime, foi a filha mais nova de apenas 8 anos, que teve um pulmão perfurado e foi internada em um hospital em Genebra, na Suíça.

Não pode haver dúvida quanto às motivações do criminoso: o marroquino de nome Mohamed B. (o sobrenome não foi divulgado) de 37 anos atacou a mulher e suas filhas, duas adolescentes e uma criança, para cumprir o que determina a ideologia de morte que representa o islã e que está contida no alcorão: atacar, perseguir, matar, escravizar e estuprar toda mulher em qualquer canto do mundo que não esteja vestida de acordo com o que determina o islã. O criminoso portanto não era um suposto extremista nem um suposto radical, mas um muçulmano típico cumprindo a obrigação que sua suposta religião, pois o islã não é uma religião no sentido convencional, determina.

Um aspecto que chama a atenção é a reação das autoridades francesas ante mais esse ataque perpetrado por um dentre os milhões de invasores muçulmanos que os governos socialistas europeus trouxeram para dentro do continente: a despeito das alegações das testemunhas sobre as motivações do ataque, o procurador de justiça Raphaël Balland encarregado do caso se apressou em negar tais motivações, sob o argumento esdrúxulo de que não há evidências de que o criminoso tenha afirmado que o crime teria sido motivado pela vestimenta das vítimas.

Na mesma linha de negação da realidade ditada pela lobotomia e pela lavagem cerebral perpetradas pelo multiculturalismo e pelo politicamente correto, o prefeito da localidade, um certo Edmond Francou se apressou em afirmar que “prefere não especular sobre as motivações do crime” e ocupou-se em relatar como a esposa do criminoso estaria “chocada” com o ocorrido. O fato é que muçulmanos estão matando pessoas inocentes nos países europeus porque seus respectivos governos socialistas, abrigados no guarda-chuva totalitário da União Europeia, os trouxeram para o continente para esta finalidade.
(com conteúdo de jihadwatch.org)


Anúncio_C2

2 comentários sobre “França: Muçulmano Esfaqueia Mulher e Três Filhas Devido às Roupas que Usavam

  1. Pingback: Crise de imigração: a cada minuto nasce um otário | 13maio1917

Comentário ao artigo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s