A Momentânea e Casual Sinceridade Involuntária da Esquerda

A esquerda sempre usou da dissimulação e da mentira para atingir seus objetivos. É impossível ser de esquerda, abraçando ideais socialistas e comunistas e, ao mesmo tempo, ser intelectualmente honesto na forma de pensar e sincero na comunicação de suas reais intenções ao público. Por esta razão, todo o discurso esquerdista consiste na subversão e corrupção do sentido das palavras. Assim, a esquerda fala em democracia com o objetivo de implantar uma ditadura. Ela fala em liberdade para impor um regime que cerceia a liberdade de expressão. A esquerda fala em igualdade, sem explicitar que a única igualdade possível é aquela em que todos de fato todos serão iguais, mas na pobreza e na miséria, exceto claro os integrantes do aparatchik partidário.

A esquerda fala em justiça social mirando para um regime onde a noção de justiça se esvai, pois a única noção de verdade e de justiça que passa existir é aquela ditada pelo estado, que se torna o ente de razão absoluto, nas palavras de Antonio Gramsci. A esquerda fala em diversidade e tolerância quando almeja um regime baseado na hegemonia de pensamento, o que exclui qualquer possibilidade de tolerância, e que se vale da imposição de padrões de conduta, inclusive de comportamento, que não comportam qualquer tipo de diversidade. A esquerda fala em defesa dos direitos das pessoas homossexuais, e para isso inventou a palavra homofobia (que significa exatamente nada) quando na verdade essa mesma esquerda se inspira em ditaduras socialistas que perseguem e matam homossexuais pelo fato de serem homossexuais.

Mas atualmente estamos assistindo no Brasil uma daquelas raras situações em que a esquerda está sendo genuinamente sincera. Quando a caterva formada pela escória de delinquentes morais de esquerda começou a promover atos pautados não mais pelo discurso verbal, mas por gestos escatológicos, como cuspir em outras pessoas, urinar ou defecar em público ou ainda promover ações como a de uma mulher que essa semana realizou uma seção de depilação íntima em público, como forma de “protesto”, estamos na verdade diante da esquerda nua e crua, com o perdão do trocadilho. Trata-se da esquerda sem a máscara do discurso enganoso, revelando-se naquilo que ela é na sua essência: uma mentalidade que está em permanente confronto com o tudo o que a esmagadora maioria da população valoriza e acredita.

E no que a maioria esmagadora da população acredita? Entre outros, acreditamos na necessária distinção elementar entre comportamentos públicos e aqueles que devem se restringir ao âmbito privado. Acreditamos na distinção clara entre o bem e o mal, entre o certo e o errado. Acreditamos no valor da vida humana como um bem supremo, acreditamos na liberdade, acreditamos no direito de proteger e defender nossa vida e nossa propriedade. A ideologia de esquerda é na sua essência a confrontação direta com esse conjunto de valores e de crenças do mundo ocidental. Uma confrontação que se dá quase sempre de maneira sutil e velada, por meio do gramscianismo.

Mas excepcionalmente essa confrontação pode se dar de modo explícito e direto, como nos exemplos de que falamos aqui. A dúvida que pode permanecer é se os delinquentes morais que se prestam a este tipo de atitude, a esse discurso sem palavras de viés escatológico ou “depilatório”, conseguem perceber que estão mais do que atacando aquilo que chamam de cultura ou moral burguesa ou coisa que o valha. O que seguramente esses delinquentes e essas delinquentes não percebem é que esses gestos tresloucados estão na verdade mostrando o que a mentalidade de esquerda de fato é e representa. São atos que, sob pretexto de transgressão, se traduzem em um exercício de sinceridade involuntária.


 

5 comentários sobre “A Momentânea e Casual Sinceridade Involuntária da Esquerda

  1. Fazer “caca” na foto de Bolsonaro em público, enfiar o cruxifixo no “fiofó” em público e depilar a “Prochaska “não menos que em público… delinquênta que é delinquênta, aguenta!

    Curtir

  2. Prezado Paulo Enéas
    Compreendi perfeitamente a sua colocação de ‘uma dúvida que pode permanecer’ (sic).
    Eu mesmo já havia pensado nisso.
    Como pode alguém gostar e achar normal 13/14 anos de PT, destruindo a Nação, de todas as maneiras, e, ainda, jogando essa cartilha comportamental, nefasta, criminosa, fedorenta, para cima da sociedade que preza valores?
    1) Ou essa gente está trabalhando contra o esquerdismo, expondo-o abertamente, o que na prática cria uma tremenda aversão, asco (NÃO É ISSO QUE QUEREMOS!), pois grande parte da nossa população, embora humilde, sem instrução e sem discernimento, é católica e conservadora, ainda contém os germes básicos do que é bom e correto. O que ajuda, e muito!
    2) Ou, então, alopraram de vez, em atos de total descontrole, ‘endiabrados’, ensandecidos, e o mal que estão fazendo, expondo-se dessas maneiras, mal sabem que, no fundo, estão se desmoralizando e prestando um enorme serviço ao bem, sem sabê-lo. É quando o mal trabalha para o bem.
    Enfim, ou uma coisa ou outra.

    Curtir

  3. Perfeito!!!

    Aliás desde que surgiu a internet que venho insistindo em apresentar argumentos e FATOS sobre a deturpação semântica e o uso canalha das palavras.
    Sito-me aliviado ao perceber que já não apenas eu consigo ver tal canalhice diante da ausência de ideias e fatos que corroborem essa ideologia SAFADA e preconizada com base em uma FARSA.

    Na verdade a ESQUERDA – dialéticamente …rsrs – preconiza a SERVIDÃO da sociedade a um ESTAMENTO ESTATAL HIERARQUIZADO. É a volta da ESCRAVIDÃO ainda mais pérfida que durante o chamado FEUDALISMO. Sim, em tal sistema a propriedade das terras era, INICIALMENTE, proibida e os SERVOS de GLEBA eram “protegidos” pela HIERARQUIA de VASSALAGEM estabelecida pelos SENHORES FEUDAIS.

    Nada diferente das propostas de Marx e os “representantes do proletariado” que se fariam DONOS de TUDO e de TODOS. Não apenas SENHORES dos CAMPONESES que trabalham nas terras como SERVOS de GLEBA, mas também SENHORES dos TRABALHADORES que operam nas empresas; estas também transformadas em NEO FEUDOS, sob a ideologia marxista que promete criar o Paraíso aqui na Terra mesmo. Porém, tal “Paraíso” somente será criado após o “APOCALIPSE SOCIALISTA CIENTÍFICO” estabelecer a ABUNDÂNCIA ABSOLUTA que o permitirá sob o apelido de “COMUNISMO”

    Ou seja, a FARSA SE REPETE COMO HISTÓRIA na DIALÉTICA MARXISTA onde TUDO MUDA o TEMPO TODO e a TESE “combatida” é a PRÓPRIA SÍNTESE DIALÉTICA.

    Afinal, aquilo que Marx DESCREVEU, como ESTÓRINHA, afirmando ser o CAPITALISMO em seu funcionamento É, dialéticamente, o SOCIALISMO NUNCA EXPLICADO e NEM DESCRITO por MARX em seu funcionamento. Este descaradamente afirmando ser “desnecessária” tal explicação.

    DECERTO não desnecessária, mas INCONVENIENTE. Afinal, uma explicação ou descrição do SOCIALISMO segundo a IDEOLOGIA MARXISTA levaria a que se o IDENTIFICASSE COMO AQUILO QUE MARX INVENTOU e FANTASIOSAMENTE DESCREVEU COMO A “REALIDADE VIGENTE”, ou seja, o tal CAPITALISMO segundo Marx.

    EIS A DIALÉTICA em sua veracidade: A IMPLANTAÇÃO do SOCIALISMO CONCRETIZARIA AQUILO QUE FOI DESCRITO FANTASIOSAMENTE COMO CAPITALISMO.

    Daí o apoio de ARISTOCRATAS ao MARXISMO que sempre contou com gordas verbas para sua propaganda, ao mesmo tempo as idéias liberais iniciadas antes do marxismo e por este combatidas (reação às idéias Liberais) foram abafadas em meio a sua penúria econômica.

    Coisas fáceis de serem percebidas, mas abafadas pela ESCANDALOSA e MASSIFICANTE PROPAGANDA do SOCIALISMO como “FIM SUPREMO” ou “OBJETIVO CONSAGRADOR” que a tudo justificam se apregoados como objetivo: fins fantasiosos que justificam os reais meios a serem concretizados. Somente a propaganda movida a MUITO DINHEIRO poderia superar a realialidade perante as massas que, dispensadas de sua percepção e julgamentos, passam a REPETIR APELOS MORALÓIDES, GRITOS de GUERRA, SOLOGANS e ESTÓRIA como se história fossem.

    Curtir

  4. Sim, Reinaldo (o Trotskista que ainda assim se assume) e O Antagonista são apenas QUINTA COLUNA infiltrada para tentar DESUNIR o anti esquerdismo que cresce diante de uma realidade que a safadeza dos faladores profissionais não consegue encobrir com seus eufemismos e hiperboles e nem mesmo com os notórios GRITOS de HORROR INDIGNADO e CARETAS pretensamente argumentativas.

    SIM, SEM TER ARGUMENTO, a ESQUERDA SE VALE DE EXPRESSÕES EMOCIONAIS como se tais fossem argumentos. SUBSTITUEM RACIOCÍNIO e COERÊNCIA nas iDEIAS por GRITINHOS e CARETAS para TRANSMITIR INDIGANAÇÃO e REPULSA como se tais EMOÇÕES PUDESSEM SER CONFUNDIDAS com ARGUMENTOS e IDEIAS COERENTES. …Infelizmente a TIETAGEM irracional se entrega a tal FRENESI EMOCIONAL.

    Curtir

Comentário ao artigo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s