A Perspectiva Conservadora da Nação

O novo cenário político aberto com a derrota da esquerda petista no plano institucional e sua remoção do poder, nos permite estabelecer determinadas certezas, assumindo obviamente os riscos que as pretensas certezas comportam numa análise política. Mas é possível afirmar com bastante segurança que:

a) Michel Temer não é presidente interino nem Dilma a presidente afastada, como a imprensa vem tratando cerimoniosamente. Temer governará até as próximas eleições presidenciais, e conforme estabelece o texto constitucional. Da mesma forma, Dilma já é para todos os efeitos que interessam a ex-presidente deposta por meio de um processo de impeachment, também conforme estabelecido no texto constitucional. O que nos permite fazer essa afirmação com razoável segurança é o entendimento de que seria irreal imaginar que o Senado daqui há poucos meses decida simplesmente devolver o poder ao petismo, depois que o presidente Michel Temer tiver dado os contornos finais a seu governo e tiver constituído a maioria em ambas as casas do parlamento.

b) Os atalhos que o moribundo petismo e seus aliados na esquerda estão tentando emplacar para retornar ao poder pela porta dos fundos, através da convocação de novas eleições ainda esse ano, não irão prosperar pelas mesmas razões acima: essa proposta demandaria a aprovação de uma emenda constitucional, o que exige dois terços dos votos do parlamento. A esquerda não conseguiu nem mesmo um terço dos votos necessários para barrar o impeachment. Portanto, a chance de tal proposta prosperar é próxima de zero. Dessa forma, entendemos que não faz sentido a direita e os conservadores gastarem energia e tempo contestando tal proposta, pois ela não passa de palavra de ordem de efeito nulo para manter o pouco que restou da militância de base petista se ocupando de alguma coisa para fazer.

c) A falsa polarização tucanos versus petistas, que marcou por mais de duas décadas o nosso cenário político, acabou. É o fim dessa polarização que explica em parte o comportamento que beira a insânia que determinado colunista alinhado à socialdemocracia vem adotando em seus ataques histéricos à direita, conforme mostramos em artigo anterior a esse. Essa falsa polarização, que sempre foi adequada e conveniente para tucanos e petistas em vista do muito que ambos têm em comum, teve seu último capítulo na eleição passada. Uma eleição em que a apesar de a vitória petista ter reunido todas as evidências de fraude, o candidato tucano fez questão de reconhecer de imediato sua derrota, desarmando assim a possibilidade de um movimento político na sociedade civil de contestação à legitimidade do pleito. Mas essa falsa polarização não voltará a ocorrer mais no âmbito da disputa real de poder. A disputa de poder no país se dará, principalmente a partir das próximas eleições presidenciais, entre o centro e a direita.

d) A derrota do petismo não representou a derrota da esquerda na esfera da guerra cultural. Nessa esfera a esquerda ainda detém os meios necessários para se manter na ofensiva gramsciana em que tem estado nas últimas décadas. Mas é importante ter em mente que a conquista do impeachment se deu também em um ambiente de questionamento, ao menos entre a parcela da população informada, à agenda ideológica que a esquerda vinha há décadas nos impondo sem encontrar resistência. E essa recusa crescente em aceitar passivamente as narrativas da esquerda para a história recente do país, bem suas explicações e pretensas soluções para nossos problemas, ocorre na mesma proporção em que essa parcela informada da população se dá conta dos fracassos das políticas públicas adotadas pela esquerda quando está no poder. Portanto, embora enfatizemos que no âmbito da guerra política a esquerda ainda detenha a dianteira, essa mesma esquerda não irá mais ter capacidade de prosseguir na promoção de sua engenharia social gramsciana com a mesma desenvoltura que fazia ate há pouco tempo.

Diante desse pano de fundo, cabe à direita conservadora compreender as novas perspectivas conservadoras que se abrem para a nação em vista dos limites de atuação que a esquerda tem hoje, tanto na esfera institucional, onde a margem de manobra da esquerda se reduziu dramaticamente, quanto na esfera da guerra cultural, onde ela já não mais atua sozinha sem ser contestada. No entanto, a nossa percepção é que a direita, até mesmo por uma falta de liderança política efetiva, e que não deve ser confundida com a popularidade incontestável desfrutada por alguns de seus integrantes, ainda não se deu conta desse novo cenário e das enormes possibilidades de adotar uma postura política mais agressiva e propositiva.

Em vez de adotar essa postura mais agressiva, a direita ainda se limita a ser apenas responsiva aos embates políticos trazidos pela esquerda, permitindo que essa ainda continue pautando a disputa ideológica. Como dissemos em artigo anterior, a direita conservadora ainda precisa se dar conta da real dimensão da derrota política que a sociedade impôs ao petismo. Uma vez compreendida a dimensão dessa derrota, a direita deverá começar a estabelecer sua estratégia para, pela primeira vez em décadas, ser a força política que vai determinar a pauta e a agenda política do país, numa perspectiva conservadora a qual a nação sempre esperou.


 

13 comentários sobre “A Perspectiva Conservadora da Nação

  1. Esta questão colocada no texto é absolutamente fundamental, passar a propor a pauta e a agenda política do país, a conduta apenas reativa com a qual a direita atuou na queda do lulopetismo esquerdista não serve mais, não é missão daqui para frente, é hora de avançar mesmo com a máquina de um novo tipo de guerra da direita ainda em construção, precisamos aprender, educar, elaborar estratégias, ajustar estas estratégias na medida da necessidade mas avançar, ocupar espaços, exitação por não sabermos exatamente o que fazer só vai tornar o caminho mais difícil , clemência seria apenas uma tolice, por que como já disse um então inimigo, …Quem sabe faz a hora, não espera acontecer…

    Curtir

  2. Uma coisa que não pode passar em branco de jeito nenhum:

    O PT fez o seu “mea culpa” por não terem sido ainda mais rápidos na safadeza. Com isso deixou a máscara escorregar e MOSTRAR aquilo que menos desejavam e sentenciaram que deveriam ter alterado curriculuns para incentivar mais a “democracia” (aquela da República democrática da Alemanha – aquela que tinha a STASI ou do tipo Rep. democratica do Congo entre outras “democracias”) e, ATENçÃO, o NACIONALISMO. É aí que se tem que bater para mostrar a face dos pulhas que xingam os outros daquilo que são em própria essência.

    Sempre fizeram como os ladrões que ROUBAM e SAEM GRITANDO “pega ladrão!”
    É NISSO que esta a VERDADE da DIALÉTICA MARXISTA onde tudo muda o tempo todos e aquilo que é em aparência não o é em essência.
    FOI assim que o marxismo conquistou a ARISTOCRACIA com a idéia de SOCIALISMO “científico” para atingir depois do tal “milênio socialista” o fantasioso Paraíso comunista aqui na Terra. OU SEJA, a verdade dialética era que o SOCIALISMO (dialético) seria aquilo que Karl Marx DESCREVEU como sendo o medonho “capitalismo” onde uma CLASSE ORGANIZADA e apoiada numa IDEOLOGIA se imporia HEGEMÔNICA para EXOPLORAR os TRABALHADORES.
    …e não é isso que aconteceu e acontece nos paises socialistas? …a cúpula cubana (classe governante hierarquizada) era PROPRIETÁRIA de TUDO e de TODOS. NURSS, IDEM. NRDA, IDEM. NA Coréia do Norte, IDEM!!!
    .
    EIS ALGO QUE DEVERIA SER ENFATIZADO o TEMPO TODO pelas pessoas de bem:

    Escrito na reunião petista:

    “modificar os currículos das academias militares; promover oficiais com compromisso democrático e nacionalista”

    Aí esta o PETISMO = NACIONAL SOCIALISMO

    A esquerda jamais perderia tal oportunidade. Esse trecho seria repetido por todos para atacar a tal “direita” (seja lá o que isso possa ser) caso tivessem uma chance dessas!!!
    …MAS COMO SEMPRE, OS CALADÕES PERMANECERÃO CALADOS.

    Tem que pegar esse trecho e esfrega-lo o TEMPO TODO nos focinhos esquerdista, PÔ! …por favor, que as pessoas de bem APRENDAM a FAZER POLÍTICA!!!

    MAIOR PROVA da UNIÃO de SOCIALISMO e NACIONALISMO do que essa não vai se repetir!!!
    petistas, SEUS NAZISTAS!!!

    Como poderão negar isso???

    Curtir

  3. Excelente texto, Paulo! Sobre a falta de liderança política conservadora, isso vem da ausência de um movimento conservador organizado que por sua vez é produto da falta conhecimento sobre o que é o conservadorismo. A maioria esmagadora da população brasileira é conservadora mas não sabe disso. Não sabe o que o conservadorismo defende. Por isso que os conservadores são pautados pela esquerda.
    O impeachment foi uma grande vitória, principalmente por a esquerda ainda não sabe de onde veio o soco que a derrubou.

    Curtir

    • Complementando meu raciocínio. Muitos conservadores, que não sabem que são conservadores e nem o que é conservadorismo, tem receio de serem rotulados de conservadores justamente pela desinformação promovida pela esquerda.
      Gostaria de sugerir ao Paulo que abordassem mais sobre a postura conservadora diante de diversos temas como liberalismo econômico, tamanho do estado, liberdade individual, propriedade privada, liberdade religiosa, educação, saúde, porte de armas, aborto, ideologia de gênero…
      No dia em que metade dos conservadores souberem o que é o conservadorismo, a esquerda brasileira não ganhará mais uma eleição.

      Curtir

  4. Uma coisa que não pode passar em branco de jeito nenhum:

    O PT fez o seu “mea culpa” por não terem sido ainda mais rápidos na safadeza. Com isso deixou a máscara escorregar e MOSTRAR aquilo que menos desejavam, sentenciaram que deveriam ter alterado curriculuns para incentivar mais a “democracia” (aquela da República democrática da Alemanha – aquela que tinha a STASI ou do tipo Rep. democratica do Congo entre outras “democracias”) e, ATENçÃO, o NACIONALISMO.
    É aí que se tem que bater para mostrar a face dos pulhas que xingam os outros daquilo que são em própria essência.

    Sempre fizeram como os ladrões que ROUBAM e SAEM GRITANDO “pega ladrão!”.
    É NISSO que esta a VERDADE da DIALÉTICA MARXISTA onde tudo muda o tempo todos e aquilo que é em aparência não o é em essência.

    FOI assim que o marxismo conquistou a ARISTOCRACIA com a FARSA do SOCIALISMO “científico” para atingir, depois do tal “milênio socialista”, o fantasioso Paraíso comunista aqui na Terra.

    Quando na verda a idéia é estabeler sua prória ANTITESE como SÍNTESE.

    É a causa da aristocracia (empoleirada no Estado) ter apoiado o marxismo ao ser acossada pela burguesia que com ela concorria. Não por acaso nunca faltou dinheiro para propaganda marxista e tal cúpula é sempre abastada.

    OU SEJA, a verdade dialética era que o SOCIALISMO (dialético) seria aquilo que Karl Marx DESCREVEU como sendo o medonho “capitalismo”, onde uma CLASSE ORGANIZADA e apoiada numa IDEOLOGIA se imporia HEGEMÔNICA para EXOPLORAR os TRABALHADORES.

    …e não é isso que aconteceu e acontece nos paises socialistas?
    …a cúpula cubana (classe governante hierarquizada) era PROPRIETÁRIA de TUDO e de TODOS. NURSS, IDEM. NRDA, IDEM. NA Coréia do Norte, IDEM!!!

    Agora o PT declara que é um partido NACIONAL SOCIALISTA!!!

    Todo socialismo é safado:
    EIS ALGO QUE DEVERIA SER ENFATIZADO o TEMPO TODO pelas pessoas de bem:
    Escrito na reunião petista:

    “modificar os currículos das academias militares; promover oficiais com compromisso democrático e nacionalista”

    Aí esta o PETISMO = NACIONAL SOCIALISMO

    NÃO PODEM MAIS NEGAR!!!

    Curtir

  5. É preciso discutir a velha questão da ocupação de espaços, especialmente na educação e na mídia, e o trabalho de disseminação da cultura conservadora com prazos, meios e níveis diversos. Vai dar trabalho e vai levar tempo, inevitavelmente. Hoje nós temos até mesmo a dificuldade de identificar quem são todos os agentes conservadores menores no campo da cultura e com alto potencial, qual é a capilaridade desses agentes, como eles se relacionam entre si, e principalmente como é possível incentivar o surgimento de novos atores nesse campo, conforme essas inteligências vão se formando, como organizar o funding dessas atividades, etc. Não há serviço de inteligência que reúna essas informações (que seja do meu conhecimento, é claro), e não há organização que passe da promoção de alguns eventos isolados. Mas estamos apenas começando, certamente. E essa dispersão também é um tipo de força: não há um centro a ser golpeado pelos adversários e que represente um desastre no lado conservador. A perseguição contra Olavo mesmo já mostra, a esta altura, essa disseminação: vários alunos atuando independentemente conseguem rechaçar com sucesso essas investidas contra o professor. Há muito a ser feito, na área de mídia, de educação, etc. Eu vejo uma militância atuando com sucesso a favor de Bolsonaro, por exemplo, mas não vejo ninguém analisando numa reflexão mais demorada como é que se vai golpear com força as candidaturas de figuras como Marina Silva, Ciro Gomes, mesmo Aécio Neves, etc., um trabalho que tem que ser começado desde já. Há uma militância responsiva, rápida, criativa, etc., mas eu não vejo muito trabalho na área estratégica, conceitual, que gere aderência e consenso em públicos mais velhos e mais educados. É claro que estamos mal acostumados com a presença de Olavo, afinal o homem sozinho geralmente faz todas essas coisas muito melhor do que todos nós juntos conseguiríamos. Mas é preciso fortalecer essas energias e essas iniciativas, e começar a fazer isso de forma mais sistemática e organizada. Isto seria um movimento de fato, e não um “corpo sem cabeça”. A oportunidade é enorme. Parabéns por estimular esta reflexão.

    Curtir

  6. O melhor que se pode fazer para acabar com a bandidagem esquerdista é promover a INFORMAÇÃO!

    Por abaixo a mitologia esquerdista mostrando o ridículo da sua ideologia e sobretudo falar o que até então somente NIETZSCHE explicou: que o Socialismo é totalitário e só se mantém através da violência e do terror, como diz em Humano, demasiado humano.

    “473. O socialismo em vista de seus meios. — O socialismo é o visionário irmão mais
    novo do quase extinto despotismo, do qual quer ser herdeiro; seus esforços, portanto, são
    reacionários no sentido mais profundo. Pois ele deseja uma plenitude de poder estatal como
    até hoje somente o despotismo teve, e até mesmo supera o que houve no passado, por aspirar
    ao aniquilamento formal do indivíduo: o qual ele vê como um luxo injustificado da natureza,
    que deve aprimorar e transformar num pertinente órgão da comunidade. Devido à afinidade, o
    socialismo sempre aparece na vizinhança de toda excessiva manifestação de poder, como o
    velho, típico socialista Platão na corte do tirano da Sicília; 154 ele deseja (e em algumas
    circunstâncias promove) o cesáreo Estado despótico neste século, porque, como disse,
    gostaria de vir a ser seu herdeiro. Mas mesmo essa herança não bastaria para os seusobjetivos, ele precisa da mais servil submissão de todos os cidadãos ao Estado absoluto,
    como nunca houve igual; e, já não podendo contar nem mesmo com a antiga piedade religiosa
    ante o Estado, tendo, queira ou não, que trabalhar incessantemente para a eliminação deste —
    pois trabalha para a eliminação de todos os Estados existentes —, não pode ter esperança de
    existir a não ser por curtos períodos, aqui e ali, mediante o terrorismo extremo. Por isso ele se
    prepara secretamente para governos de terror, e empurra a palavra “justiça” como um prego na
    cabeça das massas semicultas, para despojá-las totalmente de sua compreensão (depois que
    esta já sofreu muito com a semi-educação) e criar nelas uma boa consciência para o jogo
    perverso que deverão jogar. — O socialismo pode servir para ensinar, de modo brutal e
    enérgico, o perigo que há em todo acúmulo de poder estatal, e assim instilar desconfiança do
    próprio Estado. Quando sua voz áspera se junta ao grito de guerra que diz o máximo de
    Estado possível, este soa, inicialmente, mais ruidoso do que nunca: mas logo também se ouve,
    com força tanto maior, o grito contrário que diz: O mínimo de Estado possível.”

    Ou seja, é preciso deixar claro que o Socialismo nada tem com “proteção” aos assalariados e muito menos aos pobres, a quem Marx desprezava ao priorizar a classe operaria apenas, o Socialismo tem por ÚNICO OBJETIVO reinvindiacar o PODER ABSOLUTO para a CLASSE ESTATAL HIERARQUIZADA.

    O Socialismo visa exclusivamente empulhar atraés das emoções, ao incentivar o ódio, a inveja, a cobiça e a frustração num exercício de INVENTAR INIMIGOS para FAZER AMIGOS e assim obter “soldados” para a causa da corja governante que efetivamente EXPLORA a sociedade. O objetivo do socialismo é a EXPLORAÇÃO! …Palavras bem colocadas tem força, daí Marx usar “exploração, “classe hegemônica”, “mais valia” em vez de lucro, “excluídos”, “progressista”, “igualdade” no sentido de igualdade material e etc..

    A manipulação semântica como estratégia de Poder socialista deve ser desmascarada.

    Curtir

  7. Pingback: Um Esforço de Desestabilização | Crítica Nacional

  8. Pingback: A Direita e o Céu Estrelado | Crítica Nacional

  9. Pingback: A Direita e o Céu Estrelado – Terça Livre

  10. Sinto-me culpada por tantos anos na ignorância. Sempre suspeitei que havia fraude nas eleiçoes. Aqui em Sao Paulo por exemplo PSDB ha 20 anos no poder…não da pra engolir. O caminho é sem duvida a educação. Um povo que nao quer se informar, buscando conhecer a verdade, e facilmente enganado. Nao vai ser fácil mudar ,mas é urgente começar.

    Curtir

  11. Pingback: PT: A Esquerda Que Não Diz Seu Nome e Esconde Sua Sigla e Suas Cores | Crítica Nacional

  12. Pingback: Provável Cassação de Eduardo Cunha: Vitória da Esquerda & Ativismo Judiciário | Crítica Nacional

Comentário ao artigo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s