Prefeitura da Cidade de São Paulo: Aparelhada a Serviço do PT

052

A prefeitura da capital paulista, chefiada por Fernando Haddad do PT, o prefeito pior avaliado de todas as capitais do país, revogou na manha dessa terça-feira a autorização que a FIESP detinha para exibir imagens e letreiros na fachada do prédio de propriedade da entidade. Com essa revogação, a entidade fica proibida de prosseguir com a exibição de letreiros e imagens como vinha fazendo nos últimos meses, e que se tornaram um dos símbolos da campanha pró-impeachment. A decisão foi formalmente motivada por ação movida por um certo Comitê Brasileiro de Defesa da Democracia, entidade que é contrária ao impeachment, e por um Sindicato de Advogados, junto ao órgão municipal pertinente, uma tal Comissão de Proteção à Paisagem Urbana.

A decisão é bastante representativa da natureza autoritária típica da mentalidade socialista que o petismo trouxe para as diversas esferas do estado brasileiro, no caso a prefeitura paulistana: um órgão burocrático composto por ninguém sabe por quem e com que critérios, decide monocraticamente o que pode e o que não pode ser feito numa propriedade privada. Nesse caso, a decisão foi obviamente motivada por razões políticas e se constituiu na prática em um ato de censura. A FIESP é uma entidade privada que se posicionou a favor do impeachment e vinha usando a fachada do prédio para expressar essa posição. A prefeitura paulistana por sua vez, controlada pelo PT, usou de seu poder de coação do estado, para censurar a entidade.

A nossa expectativa é que a FIESP tome a decisão de descumprir tal proibição, por meio de um ato de desobediência civil e através de recurso junto à justiça. Esse episódio de viés profundamente autoritário e antidemocrático deve servir também para nos alertar da necessidade de, passado momento do impeachment, a sociedade brasileira começar a discutir aquele que é o tema mais relevante para o futuro do país.

Trata-se de questionar por quanto tempo ainda iremos permitir que as diversas esferas de um estado agigantado e corrupto, como todo estado de viés socialista o é, continuará interferindo por força de lei na vida e na propriedade das pessoas e das empresas, determinando se um restaurante pode ou não ter saleiro sobre as mesas, determinando como um proprietário pode ou não usar a fachada de sua propriedade, e determinando como as famílias devem ou não devem educar seus filhos. É a isso que nos referimos quando falamos da necessidade de despetezar, e portanto remover todo o entulho jurídico de inspiração esquerdista socialista, as instituições do estado brasileiro.

(Com conteúdo de Folha UOL. Foto: Adriano Vizoni / Folhapress)


001 Anuncio Ate 06 Maio 2016

2 comentários sobre “Prefeitura da Cidade de São Paulo: Aparelhada a Serviço do PT

  1. Muito bem articulado o texto. Concordância total sobre todos os itens , principalmente o último parágrafo onde o despetezar a nação é fundamental para que as nossas instituições voltem a ter o caráter civil e democrático que esse partido detonou.

    Curtir

  2. “obviamente motivada por razões políticas” eu não entendi bem o texto… estou em duvida se você se refere nessa passagem ao prefeito da cidade de São Paulo do PT ou ao presidente da FIESP Paulo Antonio Skaf, que concorreu esses tempos atrás ao cargo de governador de São Paulo pelo PMDB.

    Curtir

Comentário ao artigo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s