Governo petista causa rombo sem precedentes nas contas públicas

029

Quando afirmamos que o moribundo governo petista representa a destruição econômica do país, como invariavelmente ocorre em todas as nações em que socialistas chegam ao poder, não estamos usando de retórica nem de figura de linguagem. Trata-se de um dado concreto da realidade econômica no que tange também às contas públicas. Segundo dados do Banco Central, o déficit primário do setor público em fevereiro foi de R$23.00 bilhões, fazendo com que o resultado do bimestre seja o pior desde 2001.

Segundo Tulio Maciel, chefe do Departamento Econômico do Banco Central, o resultado se deveu a uma retração de 13% na arrecadação, acompanhada de um aumento nos gastos públicos. Ainda segundo esse mesmo o diretor do BC, o resultado das contas públicas no item déficit primário nos últimos doze meses incluindo fevereiro ficou negativo em R$125.00 bilhões. Esse resultado fez a relação déficit primário versus PIB ultrapassar pela primeira vez na história a casa dos 2%. O primeiro bimestre do ano terminou também com um aumento dos gastos do governo para o pagamento de juros da dívida pública. Esse gasto com juros passou de R$74.40 bilhões no ano primeiro bimestre do ano passado para R$86.00 bilhões nos dois primeiros meses desse ano.
O que os dados oficiais do próprio Banco Central mostram é como se dá na prática essa destruição da economia do país promovida pelo petismo: o governo adota políticas de caráter socialista no campo da economia, como manda a cartilha ideológica da esquerda. O resultado efetivo dessas políticas é a inibição da atividade econômica por meio de entraves aos empreendimentos, o que por sua vez resulta na queda da arrecadação tributária. Ao mesmo tempo o governo promove a expansão dos gastos públicos por meio do agigantamento da máquina do estado e por supostas políticas sociais, que servem apenas para administrar a pobreza e a miséria que essa mesma política econômica socialista induz.
Trata-se assim da mesmíssima fórmula adotada na Argentina e que foi adotada e levada às últimas e trágicas consequências na Venezuela. Em nenhum lugar do mundo as políticas econômicas adotadas por governos socialistas deram resultados positivos que se sustentassem no longo prazo. E a situação econômica do país hoje, depois de treze anos de destruição por parte do petismo, com desemprego crescente, retração econômica e desmantelamento das contas públicas, é a demonstração clara disso.
Não existe política econômica de esquerda que dê certo e ponto. É isso que a maioria dos brasileiros precisa assimilar e começar a entender, principalmente na hora de votar: a esquerda promete o paraíso terrestre, mas tudo o que as políticas de esquerda fazem é trazer o inferno para a vida das pessoas, principalmente as mais pobres, acabando com quaisquer perspectivas de futuro.
(Com conteúdo de O Financista)

000 Anuncio Template


O Jornal Crítica Nacional depende somente de seus leitores para se manter
Colabore e clique aqui para fazer uma assinatura de contribuição para o jornal

Comentário ao artigo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s