Como os fascistas organizam suas milícias e a que preço

 

 

023
Sindicato da CUT de Santa Catarina está pagando R$300,00 de diária para levar pseudo-manifestantes até Brasília para participar de ato em favor do governo petista. É assim que os fascistas tupiniquins organizam suas milícias, que são chamadas eufemisticamente de movimentos sociais. E pedindo já de antemão licença e perdão aos leitores pelo clichê, isso é apenas a ponta do iceberg. A ponta do gigantesco iceberg que representa a máquina sindical brasileira, alimentada em grande parte com recursos públicos e com dinheiro tomado compulsoriamente dos assalariados via imposto sindical, e que está toda ela a serviço de um projeto de poder criminoso, socialista e antidemocrático. 

O Jornal Crítica Nacional depende somente de seus leitores para se manter
Colabore e clique aqui para fazer uma assinatura de contribuição para o jornal

 

Um comentário sobre “Como os fascistas organizam suas milícias e a que preço

  1. Pingback: Portal UOL publica mentiras para enganar público e proteger governo petista | Crítica Nacional

Comentário ao artigo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s