Atentados Muçulmanos na Bélgica (2): A Cegueira do Vaticano

Em nota oficial, o Vaticano condena os ataques terroristas ocorridos em Bruxelas nessa manhã de terça-feira, mas sintomaticamente não faz menção à natureza muçulmana destes ataques. Pelo contrário, no comunicado oficial, Mário Bergoglio afirma condenar uma suposta “violência cega” que causa sofrimentos e faz apelos à paz.
Oras, quem está cego é o Vaticano chefiado pela ala da Igreja Católica controlada pela esquerda globalista. Os ataques terroristas ocorridos hoje em Bruxelas, assim como os de Paris em novembro passado, foram promovidos pelos muçulmanos. Não foram atos de violência cega, mas sim crimes cometidos contra o Ocidente e particularmente contra os cristãos, em nome de Aláh. O Estado Islâmico assumiu oficialmente a autoria dos atentados, e em seu comunicado citou trechos do Alcorão para justificar as atrocidades. Um trecho do comunicado oficial do Estado Islâmico diz:
“Nós viemos até vocês (infiéis) para (lhes trazer) a matança”.
Trata-se de um trecho que nada mais é do que a reprodução de parte de um verso do Alcorão, no qual Maomé se dirige aos árabes de Meca, que se recusam a aceitar o islã, e lhes diz: “Vocês irão me ouvir Quraysh (ismaelitas)? Pois em nome daquele que tem minha vida em Suas mãos, eu lhes trago a matança”. (Ibn Isaq 131). A única cegueira que existe aqui não é a da violência praticada pelos muçulmanos, mas sim a cegueira política e ideológica da cúpula do Vaticano.
Segue abaixo a tradução nossa do comunicado oficial da Igreja Católica:
Ao tomar conhecimento dos ataques em Bruxelas, Sua Santidade Papa Francisco confia à piedade de Deus aqueles que morreram, e ora por aqueles que perderam seus entes queridos. Sua Santidade expressa sua mais profunda simpatia pelos feridos e seus familiares e por todos aqueles que contribuem para os esforços de alívio, implorando ao Senhor que lhe traga conforto e consolação nessa provação. O Santo Padre também condena a violência cega que causa tano sofrimento e, e implorando a Deus pela graça da paz, ele confia às famílias e aos belgas enlutados o benefício das bênçãos divinas .
Cardeal Pietro Parolin
Secretario de Sua Santidade
(com conteúdos de jihadwatch.org independent.co.uk news.va)

O Jornal Crítica Nacional depende somente de seus leitores para se manter
Colabore e clique aqui para fazer uma assinatura de contribuição para o jornal

2 comentários sobre “Atentados Muçulmanos na Bélgica (2): A Cegueira do Vaticano

  1. Pingback: Muçulmanos Matam Cristãos nas Celebrações da Páscoa | Crítica Nacional

  2. O autor do artigo deve se inteirar mais sobre a vida cristã (aquela que Cristo propôs) e acompanhar mais de perto a vida do Vaticano. No artigo denota-se o rancor, o ódio que impera no mundo nos tempos atuais. O ódio se paga com amor!! Isso aos olhos da grande maioria da humanidade soa como loucura.

    Curtir

Comentário ao artigo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s