A virtude está no meio. Mas será se está mesmo?

095


Escrito a convite por Alba Cassin de França

Está mesmo? Não sei e tenho cá minhas dúvidas. Passei todas as décadas de minha vida ouvindo isso e realmente não sei. Afinal, o que é o meio? Entre o frio e o quente é o morno. Entre o preto e o branco é o cinza. Entre café e leite, café com leite. Não sei, mas eu não gosto de gente morna, água com açúcar. Não consigo me achar no meio, em cima do muro. Na maioria das situações eu sempre sei muito bem de que lado estou, que causa defender e o que combater. As dores de quem devo tomar eu as tomo e sem hesitar. Dou minha cara a tapa e levo pedradas por isso.

Odeio este relativismo que despeja tudo no lugar comum do aceitável, na supressão absoluta do mérito. Defendo polarizações que resgatem valores como certo-errado, bom-ruim, homem-mulher. Afinal estas polarizações são por si só exigentes. Não permissivas. Elas elevaram a civilização humana a outro patamar de civilidade. Como Católica vejo com certo horror como o relativismo já tomou conta dos próprios fiéis. Você vê pessoas bastante religiosas, que se dizem Católicas, mas que vêm com um papinho assim: “Acredito nisso, mas não naquilo. Acredito em algumas coisas, mas não na virgindade de Nossa Senhora ou na imaculada concepção de Maria”. Ora, a fé Católica é um monobloco. Você o compra inteiro. Essas coisas são dogmas de fé Católicos. Qual é o sentido de se questionar, se fé é exatamente a capacidade de crer no que possa não parecer muito crível?

Em termos políticos, com a esquerda despencando em queda-livre e o PT e mais sujo do que pau de galinheiro, é natural que muita gente se torne contrário à esquerdopatia. Mas, se dizer “de centro” corresponde a dizer “nulidade política”, um zero à esquerda. Ou seja, nada, um ser que vegeta politicamente! E àqueles que vêm cada vez mais se ressentindo dos desmandos, do autoritarismo, da incoerência, do cinismo e da vilania da esquerda ouso dizer: Não basta se colocar contra o PT e o PSOL ou o PC do B. Dizer que você discorda das demências do Jean Wyllys está bem longe de fazer de você uma pessoa de bem, uma pessoa de direita. Qualquer ser pensante detesta aquele ser desprezível.

Não basta postar mensagens antipetistas. É preciso que se combata a esquerda em todos os seus fronts: ativismo gay, aborto-feminismo, política de quotas, defesa de criminosos, e inúmeros outros itens da agenda esquerdista, uma vez que cada um desses fronts são propostas da esquerda para dividir a sociedade e enfraquecê-la. Cada pequena vitória que a esquerda consegue em cada um desses fronts representa um enorme avanço dos tentáculos comunistas que visam a destruição dos valores judaico-cristãos que são a very foundation da Cultura Ocidental, que ao contrário do que dizem os comunistas que a detestam, é simplesmente o melhor legado que o gênio humano transmitiu para sua descendência.

Alba Cassin De França  é arquiteta e proprietária da Talkative Idiomas


 

2 comentários sobre “A virtude está no meio. Mas será se está mesmo?

  1. Pingback: Igreja Católica: A Construtora da Civilização Ocidental | Crítica Nacional

  2. Pingback: Igreja Católica: A Construtora da Civilização Ocidental | Crítica Nacional

Comentário ao artigo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s